Tubos Estruturais / Industriais

Faça o download das tabelas

Tabela de tubos redondos

Download

Tabela de tubos quadrados

Download

Tabelas de tubos retangulares

Download

Condutores

Faça o download das tabelas

Tabelas de tubos normal nbr 5580

Download

Tabelas de tubos normal NBR 5590 – ASTM A106 / API – 5L

Download

Caldeiras e Trocadores de Calor

Faça o download das tabelas

ASTM A178

Download

Peças especiais

Nossas peças são produzidas na nossa máquina de corte a plasma. Ela tem recursos para produção de peças tubulares (Redondo, quadrado e retangular) de 25,4 a 200,00 mm, comprimento mínimo de 30 mm a 10.000 mm, espessura de 1,5 a 19,0 mm com tolerância de ± 0,3 mm, outras medidas e tolerâncias poderão ser realizadas mediante consulta.
Temos também uma nova máquina automática de corte com alta precisão que tem capacidade de cortar peças tubulares (Redondo, quadrado e retangular) de 9,5 a 300 mm, com comprimento mínimo de 10,00mm e tolerância de ± 0,1 a 0,5 mm, outras medidas e tolerâncias poderão ser realizadas mediante consulta.

Normas Técnicas

Conheça um pouco mais sobre as especficações de cada produto

ASTM A106

Tubos de condução sem costura para trabalhos em altas temperaturas, fornecidos nos graus de aço A, B, com composição química e propriedades mecânicas definidas.

Sendo o grau A apto a ser dobrado, flangeado e serpentiado, o grau B podendo sofrer dobramento e flangeamento limitados.

São fornecidos normalmente nos diâmetros externos dos Schedules.

Podem ser fornecidos com extremidades lisas, biseladas, com ou sem luvas e roscas.

Aplicado para altas temperaturas.

ASTM A178

Tubos para caldeiras, superaquecedores, geradores de vapor, serpentinas de aquecimento, evaporadores, condensadores e vasos de pressão, em vários graus de matéria-prima.

Podem ser submetidos a trabalhos a frio tais como flangeamento, conificação e dobramento.

Os requisitos e propriedades mecânicas não se aplicam aos tubos de diâmetro interno menor que 3,20 mm e espessura de parede menor que 0,4 mm.

ASTM A179

Tubos de aço baixo carbono sem costura, trefilados a frio, para permutações de calor ou condensadores.

Esses tubos podem ser submetidos a trabalhos a frio como dobras, flangeamento e conificação sem necessidade de aquecimento nas pontas.

Os tubos dessa especificação atendem aos requisitos de propriedades mecânicas da norma ASTM A450.

ASTM A213

Tubos de aço de liga ferrítica, sem costura para caldeiras, superaquecedores e permutadores de calor.

ASTM A214

Tubos soldados por resistência elétrica com composição química e propriedades mecânicas definidas, para utilização em trocadores de calor, condensadores e permutadores.

São aptos a serem utilizados para flangeamento, dobramento, achatamento e confecção de serpentinas.

ASTM A423

Tubos de aço carbono com e sem costura para trabalhos sob pressão, com maior resistência à corrosão.

ASTM A500

Tubos para uso estrutural, para uso em máquinas industriais, agrícolas, pontes, torres, coberturas, estruturas metálicas, etc.

Com e sem costura com propriedades químicas e mecânicas definidas.

Fornecidos nos graus de aço A, B ou C.

API 5L

Tubos utilizados na prospecção, extração, condução e processamento de petróleo e gás em refinarias, indústrias químicas e petroquímicas, assim como no transporte de derivados de petróleo, gás natural e outros gases. Fornecidos com extremidades biseladas.

ASTM A53

Tubos de condução com e sem costura, fornecidos nos graus de aço A, B, com composição química e propriedades mecânicas definidas.

Sendo o grau A apto a ser dobrado, flangeado e serpentiado; o grau B podendo sofrer dobramento e flangeamento limitados.

São fornecidos normalmente nos diâmetros dos Schedules.

Podem ser fornecidos com extremidades lisas, biseladas, com ou sem luvas e roscas.

A norma brasileira NBR 5590 é similar a essa norma.

DIN 1615/1984

Tubos em aço carbono com costura com propriedades mecânicas definidas.

Tubos não apropriados a trabalharem com pressão interna e possuem capacidade limitada para deformações para dobramento, flangeamento e processos similares. Matéria prima sem composição química definida, conforme DIN 17100 ST 33.

Norma cancelada e substituída pela euro norma DIN EN 10217-1.

DIN 1626 // DIN EN 10217-1

Tubos em aço carbono com costura, de alto desempenho, com requisitos, para temperatura máxima de 300.

Utilizados em evaporadores, aquecedores, pré-aquecedores, condutores de gases e líquidos.

Podem ser fornecidos nas especificações de aço ST.33, 37, 42, 34-2, 37,2, 42,2.

Os aÞos ST 34-2 e 37-2 são adequados para curvar, mandrilhar, expandir ou sofrer deformações semelhantes.

DIN 1628 // DIN EN 10217-1

Tubos em aço carbono com costura de alto desempenho, normalmente sem limite de pressão de trabalho, porém, deve ser usado a temperatura de número máximo 300.

Tubo com composição química definida

DIN 2391 // DIN EN 10305-1

Tubos de precisão sem costura com elevada precisão dimensional, com propriedades mecânicas definidas, fornecidos nos graus A, B ou C, para condução de fluídos em altas temperaturas.

Podem ser fornecidos nos estados BK (sem tratamento térmico após a última conformação).

BKW (após o último tratamento térmico os tubos recebem uma leve redução a frio).

GBK (tubos recozidos em forno de atmosfera controlada após a última conformação a frio) e NBK (os tubos são tratados termicamente acima da zona crítica em forno de atmosfera controlada).

DIN 2393 // DIN EN 10305-2

Tubos de precisão interna e externa, com composições e propriedades mecânicas definidas, nos graus de aço A, B ou C.

Podem ainda ser fornecidos nos estados BK (sem tratamento térmico após a última formação a frio), BKW (pequeno passe de trefila após o último tratamento térmico), GBK (recozido em atmosfera controlada) ou NBK (normalizado em atmosfera controlada).

DIN 2394 // DIN EN 10305-3

Tubos de precisão externa, com composições químicas e propriedades mecânicas definidas, fornecidos nos graus de aço A, B ou C. Podem ainda ser fornecidos nos estados BKM (sem tratamento após a calibração), GBK (recozidos em atmosfera controlada) ou NBK (normalizado em atmosfera controlada).

DIN 2395 // DIN EN 10305-5

Tubos de precisão para uso geral, nas seções quadradas e retangulares, com composições químicas definidas, nos graus de aço A ou B.

Podem ainda ser fornecidos nos estados M (sem tratamento após bitolamento), BKM (como o M, porém brilhante), para o grau B pode ser também NBK (recozido em atmosfera controlada).

DIN 2440 // DIN EN 10255

Tubos com costura para condução de líquidos não corrosivos como água, ar comprimido, gás, vapor e outros fluídos não corrosivos.

Sem matéria prima especificada, para pressões de no máximo 25Kgf/cm2 para líquidos e 10 Kgf/cm2 para ar e gases não perigosos. Fornecidos somente no perfil redondo, podem ser fornecidos com extremidades lisas, roscadas BSP com ou sem luva.

A norma brasileira NBR 5580 classe M é semelhante à norma DIN2440.Essa norma foi cancelada e substituída pela euro norma EN 10255:2004.

DIN 2441 // DIN EN 10255-H

Tubos de condução sem costura, sem matéria prima especificada, para pressões de no máximo 25 Kgf/cm2 para líquidos e 10 Kgf/cm2 para ar e gases não perigosos.

Podem ser fornecidos com extremidades lisas, chanfradas ou com rosca (com ou sem luva).

DIN 2458 // DIN EN 10220

Tubos com costura em aço carbono, utilizados em evaporadores, aquecedores, condutos de gases e superaquecedores.

Com propriedades mecânicas definidas, podendo ser fornecidos com tratamento térmico ou não.

NBR 5580

Tubos de condução, sem matéria prima especificada, nas séries leve, mídia e pesada.

São tubos utilizados nas instalações residenciais, prediais, industriais e construções em geral para a condução de fluídos não corrosivos, principalmente água fria, ar comprimido, gás combustível e outras instalações.

Os tubos tem rebarba interna removida R.I.R para diâmetros de 1ª a 4ª (33,40mm a 114,30mm) e rebarba interna alta R.I.A para diâmetros de ½ a ¾ (21,30mm a 26,90mm) podem ser não revestidos (pretos), galvanizados por imersão a quente (galvanizado a fogo).

As extremidades são lisas, chanfradas, roscadas (rosca BSP & Whitwort ou rosca gás, com ou sem luva).

NBR 5590/1995

Tubos de condução nos graus A e B, com composição química e propriedades mecânicas definidas.

Sendo o de grau A apto a ser dobrado, flangeado e serpentiado; e o grau B podendo sofrer dobramento e flangeamento limitados.

São fornecidos normalmente nas séries 40 e 80,podem ser fornecidos com extremidades lisas, biseladas com ou sem rosca e luva.

NBR 5599/1995

Tubos de precisão interna e externa, com composição química e propriedades mecânicas definidas em vários graus de matéria prima.Podem ainda ser fornecidos nos estados TD trefilado duro, TM trefilado macio RB recozido branco, RD recozido decapado, NB normalizado branco e ND normalizado duro.

NBR 6591/1981

Tubos em aço carbono com costura para fins industriais.

Fornecidos nas seções redondos, quadrados e retangulares.

Tubos para as mais diversas aplicações sem exigência de acabamento e propriedades mecânicas, com composições químicas definidas.

NBR 6591/1981

Não existem especificações para esta norma.

NBR 6591/1981

Não existem especificações para esta norma.

NBR 6591/1981

Não existem especificações para esta norma.

NBR 8261/1983

Tubos em aço carbono para fins industriais e utilização em estruturas soldadas, rebitadas, parafusadas, postes, escoras e andaimes.

Fornecidos nos perfis redondos, quadrados e retangulares, com composições químicas e propriedades mecânicas definidas.

Faça Seus Cálculos

Tubos Circulares